Senhoras e senhores, a temporada do show de horrores está ai! Sim, nessa quarta temporada de American Horror Story podemos entrar no mundo do circo e ver algumas aberrações. Anões, gigantes, mulher barbada, Gêmeas no mesmo corpo, pessoas desfiguradas e entre outros. O Freak Show é uma apresentação no qual dona do circo, Elsa, mostra ao público os seus pequenos estranhos.

Ela se considera a guardiã dessas pessoas especiais, que precisam ser protegidas do mundo. O preconceito e o desprezo trazem muito sofrimento a todos. Não podem sair as ruas sem que as pessoas troquem de calçada, ou saiam do recinto. Podemos ver atores de de outras temporadas, como a talentosa Jessica Lange, que participou de todas as temporadas. Também temos a presença de Evan Peters (o qual eu sou apaixonada haha), Sarah Paulson, Frances Conroy, entre outros.
 

 
Ryan Murphy acertou em cheio no tema da série. Acho que das 4 temporadas, ele só errou na 3º porque todo mundo já estava saturado de histórias de bruxas. Palhaços e circos são um dos temas mais legais para filmes e séries de terror, e um dos mais apavorantes também. Quem não tem medo de entrar em um circo a noite com tudo escuro? Nunca se sabe quando podemos dar de cara com um palhaço assassino haha. As máscaras e os efeitos usados na série são realmente bizarros, não recomendo assistir sozinho(a) a noite haha.
 

 
A temporada já chegou ao fim, mas calma! Ela é bem curtinha e tem apenas 13 episódios. Com uma pequena maratona, você pode termina-la. Confesso que assisti apenas a primeira temporada, e voltei agora na quarta. A segunda e a terceira temporada não me chamaram atenção, tentei assistir mas não me prendeu. Vou até tentar assistir a Asylum, porque estou louca pelo livro e quero ver se a série foi fiel ao livro. 
O Freak Show é para todos aqueles que amam e temem o gênero terror. Emocionante e horripilante, a série vai te prender na frente do computador, com os personagens bizarros mas MUITO carismáticos. Vale super a pena assistir. 

 

 
E aí, vai encarar? Comente. 

"A flor que nasce em meio a diversidade é a mais rara e bonita de todas."

Deixe seu comentário

Este artigo não possui comentários