Em 2011, discretamente, a publicitária Clarice Freire criou no Facebook uma página para reunir seus escritos e desenhos. Batizou-a como ‘Pó de Lua’, sua receita infalível ‘para tirar a gravidade das coisas’. Desde então, ela vem conquistando uma legião de fãs fiéis e engajados, que se encantaram com a delicadeza de seus pensamentos, seu humor sutil e o traço despretensioso, que combina desenho e até fragmentos de palavras. Da internet para as páginas de um livro, foi mais um salto para a jovem autora recifense. Ela surpreende seus admiradores com uma proposta diferente. Pó de lua, o livro, tem o formato de um dos cadernos moleskine em que Clarice exercita sua criatividade. Inspirada pelas quatro fases da lua – minguante, nova, crescente e cheia – ela trata em frases concisas e certeiras de sentimentos como a saudade, o medo, a paixão e a alegria, sempre em sua caligrafia característica, ilustradas com muitos desenhos.

 
Nada melhor do que ler um livro tão maravilhoso em uma noite de Natal. Pó de Lua é uma obra para se viajar, onde você encontra pensamentos sobre amor, medos, preconceitos, sonhos, e todos os outros sentimentos temos guardados em nossa mente e coração. Em forma de versos e poesias, a leitura se torna fácil e divertida porque parece que o livro foi desenhado, com setas e jogos de palavras você acaba se perdendo em sua própria imaginação.

 

Eu li em apenas uma noite, todas as mensagens nele são maravilhosas e passam uma baita lição. É quase impossível ler apenas uma vez cada página, pois elas são de uma riqueza de detalhes e criatividade sem igual. Eu diria até que funciona como um livro para melhorar sua auto estima, a autora conseguiu descrever o sentimentos de muitos e nos ajuda a coloca-los para fora.

 
O livro é dividido em quatro partes, quatro fases da lua. O nome do mesmo foi porque Clarice tem um blog com mesmo nome, que era o ligar onde postava seus pensamentos. Quem quiser conhecer mais o trabalho da autora é só clicar aqui. Super recomendo esse livro para todos que precisam de uma leitura descontraída ou até mesmo uma leitura rápida e fácil.

 

E ai, acham uma boa pedida para as férias? Comente.

"A flor que nasce em meio a diversidade é a mais rara e bonita de todas."

Deixe seu comentário

Este artigo não possui comentários